Reprodução Instagram, DR

Desde que Michael Jackson morreu tragicamente em 2009, os fãs do rei da Pop têm acompanhado a vida dos seus três filhos, Prince Jackson, Paris Jackson e Blanket Jackson.

Agora, no último episódio do programa da cantora, 'Unfiltered', Paris elogiou os dois "irmãos mais velhos", Prince, e Omer Bhatti, de 35 anos. Embora as três crianças Jackson tivessem sido vistas aos olhos do público ao longo dos anos, Omer sempre se manteve discreto.

Quando Michael faleceu, o seu pai, Joe, que morreu em 2018, revelou durante uma entrevista que o cantor teria outro filho, que poderia dançar e cantar como ele. “Sim, eu sabia que ele tinha outro filho, sim, eu soube. Ele parece um Jackson. Ele pode dançar como Jackson. Esse rapaz é um dançarino fantástico – na verdade, ele ensina dança”, disse, referindo-se a Omar, que teria alegadamente sido o primeiro filho do cantor.

Durante o episódio, Paris falou sobre a família, com um foco particular nos irmãos. “Sempre que nos vemos… sentimo-nos recarregados quando passamos algum tempo juntos. Ambos os meus irmãos mais velhos são como meus melhores amigos. Eu amo-os muito", disse.

Omer também surge no episódio descrevendo a sua relação com Michael Jackson.Ele, de certa forma, adotou-me e tornou-se como um mentor e uma figura paterna para mim. Quando criança, olhando para ele, do jeito que eu fazia na altura, é como tudo o que vi, como se eu fosse uma esponja, apenas absorvendo tudo“. E acrescentou: “Mais tarde ele diria que eu era como uma mini versão dele.

Em outras entrevistas o rapper e dançarino norueguês negou as declarações do pai de Michael. "Michael costumava dizer que eu era como um filho para ele, mas os meus pais verdadeiros estão na Noruega. A razão de eu estar perto das crianças no funeral foi porque eu era amigo próximo e não porque sou filho dele", afirmou.