Weza Silva e Luís Costa Branco estiveram entre os convidados desta terça-feira, 9 de junho, do programa das manhãs da SIC, apresentado por Cristina Ferreira.

Juntos há dez anos, o jornalista da SIC Notícias e a mulher recordaram os primeiros encontros, em Angola, onde foram apresentados por uma amiga em comum. Desta união nasceram Kendi, de oito anos, e Chloe, de quatro, e a conversa centrou-se muito na forma como o casal tenta explicar aos filhos o que é o racismo.

Luís Costa Branco confessou que o primeiro episódio em que sentiu que o filho estava a ser discriminado pela sua cor de pele o apanhou de surpresa. Isto porque tanto Kendi como Chloe frequentam um colégio privado e o jornalista acreditava que o facto dos colegas terem pais que, à partida, têm alguma formação superior e poder económico que lhes permite viajar e contactar com outras culturas, poderia ajudar. Contudo isso acabou por não se verificar.

“Irritei-me e tive que protestar na escola. O Kendi teve que lidar com este tipo de coisas [discriminação] e isso indignou-me e à Weza também”, explicou Luís Costa Branco e a mulher contou uma situação em que um menino se recusava a brincar com o seu filho, dando a seguinte justificação: “Não quero brincar com ele porque ele é preto”.

A própria Weza, que tem trabalhos ligados ao digital, revela que há marcas que não querem trabalhar com ela, baseando-se apenas na cor da sua pele.

Veja a entrevista completa no vídeo acima!