Desde que Samantha Ware revelou atitudes racistas por parte de Lea Michele que a atriz de 'Glee' está debaixo de fogo.

Como consequência das acusações de Samantha, Lea viu seu contrato com a HelloFresh cancelado e viu-se "obrigada" a fazer um pedido de desculpas público, mas que não caiu bem à maioria dos seus seguidores.

A polémica continua a subir de tom com mais atores a revelarem comportamentos inapropriados por parte de Lea. Esta quinta-feira, dia 4 de junho, a substituta de Lea Michele, Elizabeth Aldrich, contou que, com apenas 12 anos, durante os ensaios do musical 'Ragtime', a atriz a aterrorizava.

"Ela humilhava a equipa e ameaçava despedir pessoas se não estivesse satisfeita. Eu costumava chorar todas as noites das coisas más e manipuladoras que ela fazia. Ela tinha 12 anos e era assustadora", conta Elizabeth.

Outra das acusações contra Lea fala sobre o seu comportamento para com os figurantes da série.

"Nunca vi ninguém a tratar os figurantes daquele maneira, ao nível de: 'Não olhes para mim, não faças contacto visual'", contou Imia Edwards ao The Sun, revelando ainda que Lea apelidava os figurantes de 'baratas'.

Polémica atrás de polémica, segundo a imprensa internacional, Michele é ainda acusada de transfobia por parte de Plastic Martyr que revela ter-se sentido humilhado após a atriz questionar a sua presença na casa de banho das mulheres, durante uma gala dos Emmys.

Gotham

Samantha Ware e Lea Michele

Samantha Ware e Lea Michele

Reprodução Instagram, DR