Flávio Migliaccio foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira, dia 4, pelo seu caseiro em Rio Bonito, no Rio de Janeiro. O advogado da família confirmou à imprensa o suicídio. A carta que deixou antes de morrer e as fotos do seu corpo foram partilhadas nas redes sociais.

Segundo o site brasileiro Extra, a família vai processar o Estado depois de saber que dois polícias militares divulgaram fotos do corpo do ator nas redes sociais. A notícia das fotografias foi avançada pelo jornal O Dia.

"Foi uma violência, um desrespeito! Vou tomar todas as medidas judiciais cabíveis em relação aos dois agentes do Estado, dois policiais militares, que divulgaram a foto de meu cliente em condições que se encontrava dentro de seu quarto após o suicídio. Esses polícias carregam a bandeira do Estado nas suas fardas. Ressalvamos que a fotografia foi feita dentro da propriedade privada, sem autorização da família e divulgada em redes sociais", garantiu Sylvio Guerra nas redes sociais.

Segundo o advogado, o filho de Flávio Migliaccio, Marcelo Migliaccio, comprometeu-se a doar o dinheiro caso vençam o processo.

O ator teve várias participações nas telenovelas brasileiras da Globo, entre elas: Rainha da Sucata, Perigosas Peruas, A Próxima Vítima, Vila Madalena, Senhora do Destino e Passione, e também na série Entre Tapas e Beijos. A última participação na Televisão foi em 2019 na novela Órfãos da terra, no papel de Mamede Aud.