Ana Bravo

Ana Bravo

Rui Valido

Ana Bravo esteve esta terça-feira, 28 de abril, à conversa com Cristina Ferreira no programa das manhãs da SIC. A nutricionista falou abertamente de um momento difícil da sua vida, em que de foi diagnosticado um burn out, ou seja, um estado de exaustão que a obrigou a parar e a rever as suas prioridades.

Tudo isto aconteceu numa altura em que a ex-namorada de José Fidalgo estava mergulhada em trabalho por, assume agora, querer esquecer etapas difíceis da sua vida durante as quais não se tinha permitido fazer o luto. Primeiro a morte do avô e mais tarde a partida inesperada do irmão, aos 35 anos, que ainda continua por explicar, pois este encontrava-se na Argélia e os resultados da autópsia foram inconclusivos.

"Há 10 anos recebia a pior notícia da minha vida, a notícia mais inesperada... que foi a da morte do meu irmão. É um momento que não se esquece e a saudade está sempre presente", começou por explicar Ana Bravo. “Na noite anterior senti uma necessidade enorme de lhe ligar e liguei. E aconteceu exatamente isto: 'Mano, amo-te muito' e do outro lado ouvi 'Eu também, pequenina'. Desligamos e não dissemos mais nada. No domingo de manhã recebia a notícia da sua morte", acrescentou, referindo que a família esteve um mês à espera do corpo.

A juntar-se a este acontecimento trágico veio a notícia de que dificilmente viria a ser mãe, o que adiou algo que sempre desejou. “Sendo o sonho da minha vida, é algo que causa grande sofrimento”, confessou.

VEJA A ENTREVISTA COMPLETA: