Jon Kopaloff

Parece que a pandemia do novo coronavírus não trouxe apenas aspectos negativos. No caso de Jennifer Aniston fê-la aproximar-se mais do seu pai, John, de 86 anos.

Segundo o Daily Mail, a atriz de 51 anos precisou de anos de terapia para lidar com os problemas de abandono que sofreu após o pai a ter abandonado quando era criança, mas a Covid-19 fê-la reconciliar com o progenitor e restabelecer os laços familiares perdidos.

A Jen perdoou o pai por tê-la abandonado, mas o relacionamento deles teve altos e baixos”, contou uma fonte próxima de John ao jornal Daily Mail.

A estrela da série 'Friends' não costumava falar muito com o pai, mas desde a pandemia do novo coronavírus tem ligado praticamente todos os dias - e não são apenas breves chamadas. "É como se ela percebesse que a vida é muito curta e quer que o relacionamento com John seja o melhor possível. Ele está emocionado por se terem reconciliado", disse.

Tem sido uma filha incrível. Ele diz que ela lhe liga constantemente para ver como está. Eles não se podem ver obviamente, mas falaram mais nas últimas semanas do que nunca", acrescentou.