A mãe de Liliana Campos, Zena, morreu há quatro anos, neste dia. Nas redes sociais a apresentadora do Passadeira Vermelha fez questão de 'assinalar' a data e, na sua conta oficial do Instagram, partilhou uma imagem onde surge a dar um beijo à progenitora e escreveu: "Quatros anos de mim sem ti, aqui. O olhar que me guiava, o toque que me protegia, o calor que me aconchegava, o cheiro, oh meu Deus, esse cheiro suave que me acalmava e que tantas vezes procuro sentir no ar, e nunca mais consegui. Dizem que a mãe vive em mim! Dou por mim a ser como a mãe era, a ter os mesmos gestos, as mesmas expressões, as mesmas palavras e até já nos acham parecidas, imagine" começou por dizer numa longa mensagem emotiva.

"Mas a dor da saudade essa não passa, não atenua, não acalma e acho que será assim para sempre. Não acredito que o tempo me vá ajudar. Não ajudou até agora. O que aprendi foi a conter as emoções e a continuar com a minha Vida, com a preocupação diária de não ser sugada pelo enorme buraco vazio que tenho dentro de mim. Aos poucos vou conseguindo ir buscar as memórias dos maravilhosos momentos que partilhamos juntas e com o resto do Mundo. Tenho trabalhado muito para me libertar de toda a dor que juntos vivemos nos últimos anos da sua vida. Sei que agora está num lugar melhor. O melhor lugar do mundo, o lugar onde merece estar e onde um dia nos vamos encontrar. Agora a dor, em dias como hoje e em datas especiais como o Natal, como aniversários, como aqueles dias em que só precisamos de colo porque tudo corre mal, ou de um sorriso porque conseguimos alcançar algo de bom e não está lá ninguém, ai sei que está dor não passará nunca." rematou.

Nos comentários foram vários os colegas e amigos que deixaram uma mensagem de apoio a Liliana.