Chris Brown está metido em sarilhos outra vez com a justiça... por causa de Fiji, um macaco. Há cerca de dois anos atrás, o artista publicou no Instagram um vídeo da sua filha, Royalty, de 3 anos, a embalar o animal. Os seguidores ficaram preocupados e indignados: "Esse macaco devia estar no seu ambiente natural com a mãe e não nos braços de um menina. Isto não é um presente de natal", lê-se.

"Devias ser colocado na prisão", disse outro internauta. Ora, Chris poderia mesmo ter sido condenado a 6 meses de prisão se não tivesse entrado em acordo com o tribunal, que estava a investigar o caso desde outubro de 2017. Razão: o animal não tem documentação e, por isso, foi comprado de forma ilegal.

Segundo o TMZ, o cantor de 29 anos terá que pagar uma multa de 35 mil dólares, cerca de 30 mil euros, à instituição que vai ficar com Fiji. Para além disso, Chris está proibido de comprar outro macaco até 6 de junho de 2020.

"Esperamos que esta multa lembre as pessoas de todos os lugares que os macacos são animais selvagens sensíveis, não "animais de estimação", brinquedos ou acessórios do Instagram", disse ao site americano um porta-voz da PETA, uma organização não governamental que se dedica aos direitos dos animais.

O juiz ainda não decidiu se Chris Brown pode visitar o animal.