Getty Images

A família real sueca decidiu que estava na altura de fazer uma reforma da sua estrutura, que via, essencialmente, à redução de custos para o Estado. E o resultado desta reorganização foi os filhos dos príncipes Madalena e Carl PhilipEleonore, de cinco anos, Nicholas, de quatro, Adrienne, de um, Alexander, de três, e Gabriel, de dois – deixarem de pertencer ao núcleo principal da família real, o que significa que já não têm título de Sua Alteza Real.

"A sua majestade, o rei, decidiu que os filhos do príncipe Carl Philip e da princesa Sofia e os filhos da princesa Madalena e de Christopher O’Neill não serão mais oficialmente membros da Casa Real", lê-se no comunicado que deixou os suecos boquiabertos.

Isto significa que apenas Estelle e Oscar, os filhos da filha mais velha dos reis Carlos Gustavo e Sílvia, a princesa Victoria, herdeira do trono, continuarão a ser príncipes e poderão passar os seus títulos aos seus futuros cônjuges. Os primos, por sua vez, mantêm apenas os ducados, mas quando se casarem não poderão partilhar a distinção.

Esta medica tem como principal objetivo diminuir a subvenção que a família real sueca recebe por parte do Estado e também permitir às crianças que cresçam de forma totalmente livre e sem a obrigatoriedade de marcar presença em atos oficiais. Uma decisão que tanto a princesa Madalena como o príncipe Carl Philip já elogiaram nas suas redes sociais.