João Baião foi o mais recente convidado do programa de Daniel Oliveira, Alta Definição, e o apresentador da SIC, que está de regresso à televisão com o programa ‘Olhó Baião’, abriu o coração numa entrevista honesta.

Durante uma conversa nas antigas instalações da SIC, o apresentador, de 55 anos, conhecido pela sua boa disposição mostrou o seu lado mais frágil ao recordar o ator e amigo João Ricardo, que morreu em 2017 vítima de cancro.

“Durante as gravações de Mar Salgado estabelecemos uma relação de amizade e cumplicidade e isto deixou-me muito triste… esta situação do João Ricardo” começou por contar visivelmente emocionado.

“Ás vezes quando menos esperamos a vida prega-nos uma rasteira e deixa-nos completamente desprotegidos. Esta situação do João Ricardo deixou-me um bocadinho frágil. E eu tive a felicidade de o visitar num dos últimos momentos da sua vida e fiquei muito zangado com a vida contou entre breves pausas.

Em conversa com Daniel Oliveira, João Baião, que esteve ao lado do ator nos seus últimos dias, revelou alguns pormenores desconcertantes da sua última visita ao hospital.

“Não estava à espera de encontrar aquele João Ricardo. Isso deixou-me tão… como é que é possível (...) Ele estava completamente desfigurado. Estive ao pé dele, com a mão em cima dele, e durante muito tempo estive a conversar sem saber se ele me estava a reconhecer” começou por explicar ao apresentador.

Mas apesar de pensar que o ator já não o reconhecia, João Baião teve um momento de esperança:Num determinado momento ele tinha um olhar vazio, não olhava para mim e eu perguntei ‘Estás bem João?’ e ele respondeu ‘Estou meu querido’, que era a forma como ele me tratava” contou em lágrimas. “Eu aí percebi que ele me conheceu e fiquei contente mas ao mesmo tempo triste porque ele era uma pessoa de uma vitalidade e de uma alegria… custou-me imenso” revelou.