Meghan Markle e Príncipe Harry

Meghan Markle e Príncipe Harry

Getty images, Samir Hussein

O Natal é tempo de união, mas com a chegada de Meghan Markle à família real britânica, a harmonia parece estar cada vez mais longe de ser alcançada. A imprensa de terras de Sua Majestade não se cansa de referir que a ex-atriz tem como objetivo afastar Harry da sua família e que o primeiro passo foi a decisão de deixar o palácio de Kensington - onde vivem atualmente, lado a lado com o príncipe William, Kate Middleton e os três filhos do casal, George, Charlotte e Louis – para passarem a viver em Windsor.

E embora os assessores do Palácio de Buckingham se esforcem para desvalorizar as notícias sobre o ‘furacão Meghan’, a verdade é que esta tem cada vez mais influência no príncipe Harry e a rainha Isabel II estará preocupada com os conflitos familiares que possam advir desta distância imposta pela ex-atriz.

O Daily Mail já adiantou que, à semelhança do ano passado, o filho mais novo do príncipe Carlos e Diana de Gales não participará no Boxing Day, uma tradicional caçada ao faisão marcada para dia 26 de dezembro em Sandringham, na qual Harry marcava presença há anos com o irmão. O motivo desta ausência? Tal como aconteceu em 2017, terá sido um pedido de Meghan Markle, que é contra este tipo de prática.

Quem não estará nada satisfeito com esta decisão é o príncipe William. Afinal, após a morte da mãe, em 1997, os dois tornaram-se ainda mais próximos e há certos rituais que não gostam de quebrar. Esta caçada, após passarem a noite da Consoada na residência da avó em Sandringham com toda a família, é um deles.