Após as notícias do despedimento de José Mourinho do clube inglês Manchester United, muitos foram os que tentaram obter declarações do treinador português. As suas palavras chegam agora em forma de comunicado, onde garante que foi um “orgulho imenso” fazer parte do clube e pede à comunicação social que o “deixe levar uma vida normal” até ao seu regresso ao futebol.

"Foi um orgulho imenso trazer o emblema do Manchester United ao peito desde o primeiro momento e sinto que os adeptos do clube sabem disso. Tal como aconteceu nos anteriores clubes, trabalhei com gente maravilhosa e, claro está, a amizade de algumas delas ficará para sempre", começa por dizer. Tal como aconteceu na altura da sua saída do Chelsea, Mourinho, que já foi substituído no cargo pelo norueguês Ole Gunnar Solskjaer, deixa assente que que não irá comentar mais qualquer assunto ligado ao clube, seja ele positivo ou negativo. "Creio que as pessoas conhecem os meus princípios profissionais e, sempre que termino um capítulo, gosto de demonstrar o meu mais profundo respeito sem fazer qualquer tipo de comentário. Espero que os meios de comunicação respeitem esta minha posição e me deixem levar uma vida normal até decidir voltar ao futebol".

» QUEDA APARATOSA DE JOSÉ MOURINHO TORNA-SE VIRAL NA INTERNET

O pedido surge depois de um jornalista da Sky Sports ter interpelado o técnico de 55 anos à porta de casa, em busca de uma declaração sobre o despedimento. “O Manchester United tem futuro sem mim e eu tenho futuro sem o Manchester United. Porque haveria eu de partilhar consigo, ou com os adeptos, os meus sentimentos? Acabou e sou assim. (…) O United é passado.", respondeu na altura.

Recorde-se que José Mourinho esteve no comando dos ‘Red Devils’ durante duas épocas e meia, período em que conquistou os títulos da Taça da Liga inglesa, da Supertaça e da Liga Europa, na época de estreia (2016/17). À 17ª jornada, o Manchester United ocupa o sexto lugar do campeonato inglês, com 26 pontos, menos 19 do que o líder Liverpool. A notícia do despedimento surge uma semana e meia após Jorge Mendes ter garantido ser "totalmente falsa" a saída de Mourinho do Manchester United.

»VEJA O MOMENTO EM QUE CRISTIANO JÚNIOR RESPONDE À FATÍDICA PERGUNTA: “QUEM É O MELHOR JOGADOR?”