Samir Hussein

Os media britânicos avançaram a notícia que um grupo neonazi inglês tem ameaçado de morte o Príncipe Harry. O motivo parece ser o facto de o irmão de William ter casado com Meghan Markle.

Segundo o jornal The Sun, estão a circular - nas rede sociais - imagens e mensagens agressivas onde a violência gira em torno de dois alvos: Harry e Meghan.

Nas redes sociais circulam as referidas ameaças compostas por imagens e mensagens bastante violentas, garante o jornal inglês The Sun. A mesma publicação explica que, nessas imagens, vê-se o duque de Sussex com uma arma apontada à cabeça com a legenda “traidor da raça”.

A BBC corrobora o alarme e informa que o príncipe tem vindo a receber, há vários dias, ameaças deste tipo por ter quebrado os princípios dos supremacistas brancos celebrando um matrimónio ‘inter-racial’. Andrew Dymock, estudante da Universidade Britânica de Bath, é apontado como criador do grupo extremista.

O Palácio Real não comentou o assunto, mas a organização é uma réplica da norte-americana Atomwaffen Division - que idolatra Adolf Hitler e Charles Manson e promove o terrorismo.