Bernard Lewinsky e Marcia Lewis falaram sobre o caso da filha de Monica Lewinsky com o ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton para uma série documental (dividida em seis partes) do canal A&E.

O pai, a madrasta e a irmã chegaram a conhecer o marido de Hilary Clinton na Sala Oval e conheceram a Casa Branca, meses antes do escândalo rebentar.

"Ele era muito amigável. E estava muito familiarizado connosco e isso foi algo estranho na altura", disse o pai de Monica. Segundo uma reportagem do Today Show, Bill queria terminar a relação com a jovem de 22 anos. Monica disse que ia contar aos pais, caso isso acontecesse.

"Ele disse que ameaçar o presidente dos Estados Unidos era ilegal", recorda Monica Lewinsky que se sentiu assustada quando o FBI comentou que ia processar a própria mãe. "A Monica estava preocupada e estava sempre a repetir 'eu só quero morrer'. Só quero morrer", revela a mãe.

A relação entre Lewinsky e Bill Clinton começou em 1995. O ex-presidente tinha 49 anos. O caso terminou em 1997 e foi revelado um ano depois. Bill foi retirado da presidência dos Estados Unidos.

Em março de deste ano, Monica Lewinsky garantiu que a relação foi consensual, mas referiu existir "um abuso de poder nojento" numa entrevista para a Vanity Fair.