Cristina Ferreira

Cristina Ferreira

Reprodução Instagram, DR

O Natal está a chegar e há poucos que resistem a esta época, tal como fazem questão de mostrar nas redes sociais, exibindo orgulhosamente as suas árvores de Natal e as decorações da casa. Cristina Ferreira é uma dessas amantes confessas do Natal e é uma mulher de tradições. Para si, o requisito número um é ter a família toda reunida: “Para mim só faz sentido ser dessa forma: juntar toda a gente”, conta-nos em entrevista.

O meu Natal é sempre igual e é sempre assim há 40 anos… 41, vá [risos]. Os anos que eu me conheço. Foi durante muitos anos sempre na casa da minha mãe. Reunimo-nos cerca de 20 pessoas à mesa e é um Natal muito barulhento porque nós conversamos muito e falamos muito e tem todas as comidas que a minha mãe adora fazer e que apresenta na mesa”, começa por contar. Uma tradição que se alterou um pouco desde que se mudou para a sua própria casa: “Desde que o meu filho nasceu e eu passei a ter a minha casa passámos a celebrá-lo lá”.

Apesar de o seu gosto pela cozinha ser bem conhecido do público, no Natal essa não é uma tarefa sua: “No Natal a minha mãe é dona e senhora da cozinha e não deixa mais ninguém pôr a mão na massa. Cabem-me as decorações e tudo o que é a mesa e os enfeites de Natal ficam a meu cargo”.

A esse propósito, conta a forma diferente como decidiu comemorar o primeiro Natal em sua casa: “Fizemos uma coisa muito engraçada, os mais novos da família – eu incluída – juntámo-nos e não deixámos que os mais velhos vissem nada e fomos nós que fizemos tudo e foi surpresa, só tinha uma exigência: eles tinham que ir chiques! Então toda a gente se vestiu de smoking e vestido brilhante. Nós, os mais novos, somos uns seis ou sete, e quando os mais velhos entraram as lágrimas vieram porque foi uma emoção diferente para eles, revela sensibilizada pelas recordações.

Depois de reviver este momento confessa que “temos pensado várias vezes que temos de voltar a fazer uma coisa temática, mas só nos ocorre estarmos todos de pijama e não sei se será a melhor ideia”, diz entre gargalhadas.