Ryan Pierse

Ao sétimo dia, Príncipe Harry aterrou em Queensland para cumprir os seus deveres oficiais da tour de outono. Enquanto Meghan descansava, Harry caminhou pela floresta Pile Valley, na ilha Fraser, para marcar as iniciativas de conservação florestal da Queen's Commonwealth Canopy, e ouviu um comentário atrevido de uma fã: "Ele é mais atraente ao vivo!".

Sem a mulher ao seu lado, o filho da princesa Diana, respondeu, divertido e com muita elegância, ou piropo que o poderia ter envergonhado: "Vou tomar isso como um elogio".

O duque de Sussex foi recebido pelos Butchulla People - habitantes da ilha - de forma tradicional: com muito fumo para afastar os espíritos maldosos e teve, ainda, tempo para observar árvores com mais de um milhar de anos. Sobre isso Harry proferiu: "K’gari [nome dado à ilha pelos residentes] significa paraíso. E foi certamente essa a experiência que tivemos hoje, rodeados dos enormes kauri pines [espécie de árvore], das árvores satinay com mais de mil anos, e das samambaias gigantes. Depende de nós proteger este paraíso juntos, não só porque é bonito, mas porque é uma parte essencial da nossa existência, e continuará a sê-lo para os nossos filhos, e para os filhos dos nossos filhos".