Samir Hussein

Depois da trágica morte da princesa Diana, Camila Parker-Bowles temeu pela vida e "os amigos chegaram a dizer-lhe que devia fugir", como revela agora Sarah Whalen - autora do livro Royal Vengeance.

A obra será, apenas, lançada em janeiro de 2009 mas já é motivo de muito burburinho. Em tradução livre chama-se Vingança Real e destaca a alegada conspiração da realeza britânica que culminou na morte da princesa do povo em agosto de 1997.

Em entrevista recente ao Daily Star, Sarah Whalen afirmou que Camila Parker-Bowles foi uma das pessoas mais afetadas pelo assassinato da princesa Diana, começando por contar: "acreditava que a vida dela estava em perigo, assim como a de Diana. Os amigos chegaram a dizer-lhe que devia fugir", sublinhando: "os amigos disseram-me que, depois da morte de Diana, Camila ficou ainda mais aterrorizada e acreditava que podia ser a próxima a morrer".

Camilla é a atual mulher do príncipe Carlos, desde 2005, e desde essa data tornou-se num rosto presente nos eventos públicos da família real.