Julian Finney

Fernando Santos mostrou, esta terça-feira, toda a sua indignação para com o veredicto final do prémio "The Best". Para o selecionador português, algo está errado nos critérios da eleição que entregou a Luka Modric o título de melhor futebolista do ano FIFA.
Em declarações, num 'Open Day' realizado na Câmara do Comércio e Indústria Portuguesa, em Lisboa, começou por levantar a questão: "Eu votei Cristiano, Modric e Hazard. Há que olhar para um todo e para a época. Se me perguntarem que Modric é um grande jogador, sim é. Mas o Ronaldo foi o melhor jogador esta época, fez 50 e tal golos. O que era válido há uns anos deixou de ser".

Cristiano Ronaldo foi destronado pelo antigo companheiro do Real Madrid e, agora que veste a camisola da Juventus, ficou em segundo lugar da votação, enquanto o extremo do Liverpool, Mohamed Salah, fechou o top3.

Em jeito de conclusão afirmou: "Não tenho o direito de estar a fazer juízos de valor, mas acho que [Cristiano Ronaldo] devia ter ganhado e foi injusto como foi na outra eleição anterior".