Jô Caneças foi a convidada da rubrica Roleta Russa, do programa Queridas Manhãs, da SIC, esta quinta-feira, 23 de agosto. Atualmente , a lutar contra o cancro no pâncreas, que se alastrou para os pulmões e o fígado, a socialite falou de como está a viver esta fase e fez uma confidência especial.

Casada há quase 36 anos, com Álvaro Caneças, a socialite nunca foi mãe. Posto isto, Cláudio Ramos decidiu questionar Jô se esta não se arrepende de não ter tido filhos. Ao que a mulher de Álvaro Caneças respondeu: "Já me arrependi, mas não é uma arrependimento assim... Quando eu conheci o Álvaro, nós viajávamos muito, muito. Todos os meses, nós saímos, fazíamos daquelas viagens de carro por França, Itália... Quando eu disse ao Álvaro: 'Gostava de ter um filho', o Álvaro respondeu-me: 'Eu já tenho dois filhos, a Rita e o João. Se tivermos um filho, vamos ficar impedidos de viajar... Eu não tinha grande gosto, caso contrário tinha insistido com ele... A minha vontade não era muita de ter filhos", confidenciou.

Durante a entrevista, Jô referiu ainda que o marido tem sido o seu grande pilar, desde que lhe foi diagnosticado o cancro no pâncreas há cerca de dois anos. “Eu sem ele não sou ninguém, ele tem sido o meu pilar”, admitiu, acrescentado que costuma chorar quando o marido tem algum problema de saúde.

A lutar contra o cancro, Jô demonstra ser uma mulher otimista e, por isso, deixou uma mensagem de esperança a quem está a passar por uma situação semelhante. “Têm de ir à luta, acreditar em Deus, acreditar na medicina. Temos muitos bons médicos e tratamentos muito bons”, referiu.

Veja a entrevista completa no vídeo abaixo!