Francois G. Durand

O maior medo de Michael Jackson parece estar a cumprir-se. O cantor sempre foi extremamente cauteloso no que toca à proteção da identidade dos seus três filhos – Prince Michael, Paris e Blanket – para que estes pudessem estar em segurança, mas a exposição a que foram sujeitos após a sua morte, em 2009, acabou por destruir todo os anos de zelo.

A sua filha Paris, por exemplo, vive atualmente aterrorizada devido ao assédio por parte do ator Isaac Kappy, que acusa de tentativa de homicídio, adianta o site de celebridades TMZ. Kapyy terá tentado asfixiar a jovem, de 20 anos, há cerca de um mês, durante uma festa, e entretanto continua a persegui-la.

Toda esta situação levou, segundo a publicação, a que Paris Jackson mudasse de casa e reforçasse a sua equipa de segurança.

Fontes próximas da filha de Michael Jackson explicam que, inicialmente, a jovem não percebeu a verdadeira dimensão do problema e, por serem amigos e acreditar que Isaac Kappy precisava de ajuda psicológica ainda respondeu a algumas mensagens desesperadas, com medo que este cometesse suicídio, mas que acabou por se arrepender e agora teme pela sua própria vida.

O stalker está identificado pela polícia de Los Angeles e está a ser investigado por já ter perseguido anteriormente outros nomes de Hollywood, como o também ator Seth Green e o realizador Steven Spielberg.