Máxima e Guilherme da Holanda

Máxima e Guilherme da Holanda

Patrick van Katwijk

Os reis Máxima e Guilherme da Holanda e as suas três filhas, as princesas Amalia, Alexia e Ariane, de 14, 12 e 11 anos, respetivamente, chegaram esta madrugada a Buenos Aires, Argentina, para participar nas cerimónias fúnebres da irmã da rainha, Inés Zorreguieta, encontrada morta em casa há dois dias.

O funeral está marcado para este sábado, dia 9, de acordo com a imprensa local, e ao final do dia, a família real holandesa deverá regressar a casa. Prevê-se que o acesso à última homenagem à irmã mais nova de Máxima seja apenas reservado aos familiares mais próximos, tal como aconteceu no verão passado, quando a soberana se despediu do pai, Jorge Zorreguieta, que morreu de cancro.

Inés Zorreguieta

Inés Zorreguieta

DR

Inés Zorreguieta foi encontrada já sem vida ao final do dia de quarta-feira, 6 de junho, pela mãe, María del Carmen Cerruti, e por uma amiga. Tinha 33 anos e um historial de depressões e outros problemas psicológicos, pelo que a hipótese de suicídio foi considerada desde o início. “A mãe e uma amiga de Zorreguieta combinaram ir ao apartamento dela, uma vez que não conseguiam contactá-la desde a véspera. Ao chegarem ao local, entrou primeiro a amiga, que tinha as chaves, e depois a mãe. Ao tentar entrar no quarto de Inés, a amiga percebeu que a porta estava trancada e teve de forçá-la. Encontrou a amiga morta e foi nessa altura que alertaram as autoridades”, lê-se no relatório da polícia entretanto divulgado, no qual se esclarece: “Não se verificaram até ao momento indícios de crime”.