Cristiano Ronaldo e Irina Shayk, em outubro de 2014

Cristiano Ronaldo e Irina Shayk, em outubro de 2014

Cristiano Ronaldo assumiu no final de 2016 a sua relação com a espanhola Georgina Rodríguez e cerca de um ano depois nasceu a primeira filha do casal, Alana Martina, agora com cinco meses. Entretanto, o madeirense foi também pai dos gémeos Eva e Mateo, de nove meses, que à semelhança do filho mais velho do craque, Cristiano, foi concebido através de uma barriga de aluguer.

E a se nível pessoal a vida não podia correr-lhe melhor, a nível profissional CR7 continua a mostrar por que, aos 33 anos, é o melhor do mundo. Contudo, de acordo com o The Sun, Ronaldo não está completamente feliz porque continua apaixonado pela modelo russa Irina Shayk com quem namorou durante cinco anos. O futebolista terá desabafado com alguns amigos que foi apanhado de surpresa quando, em 2015, a manequim decidiu terminar a relação após, alegadamente, ter descoberto que Ronaldo trocava mensagens com outras mulheres. “Ela era a tal e escapou-me”, terá confidenciado a uma fonte citada pelo tabloide, que acrescenta: “Ele lamenta a forma como as coisas acabaram e ainda se interessa pela vida dela. Na realidade nunca pensou que ela sairia da sua vida”.

Na altura, Irina Shayk fazia planos para ser mãe, enquanto Cristiano Ronaldo já era pai de Cristiano e estava totalmente concentrado na sua carreira. E a verdade é que poucos meses depois de se separarem, a russa refez a sua vida amorosa ao lado do ator Bradley Cooper e dessa relação nasceu a pequena Lea De Seine, de um ano. “Ronaldo ainda tem ciúmes”, garante a mesma fonte.

Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez

Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez

NurPhoto