Músicos que farão parte do tributo "Who The F*ck is Zé Pedro"
1 / 28

Músicos que farão parte do tributo "Who The F*ck is Zé Pedro"

Tiago Caramujo

Teresa Avides Moreira, viúva de Zé Pedro, com João Pedro Pais
2 / 28

Teresa Avides Moreira, viúva de Zé Pedro, com João Pedro Pais

Tiago Caramujo

Tim com Teresa Avides Moreira, viúva de Zé Pedro
3 / 28

Tim com Teresa Avides Moreira, viúva de Zé Pedro

Tiago Caramujo

4 / 28

Tiago Caramujo

5 / 28

Tiago Caramujo

6 / 28

Tiago Caramujo

7 / 28

Tiago Caramujo

8 / 28

Tiago Caramujo

9 / 28

Tiago Caramujo

10 / 28

Tiago Caramujo

11 / 28

Tiago Caramujo

12 / 28

Tiago Caramujo

13 / 28

Tiago Caramujo

14 / 28

Tiago Caramujo

15 / 28

Tiago Caramujo

16 / 28

Tiago Caramujo

17 / 28

Tiago Caramujo

18 / 28

Tiago Caramujo

19 / 28

Tiago Caramujo

20 / 28

Tiago Caramujo

21 / 28

Tiago Caramujo

22 / 28

Tiago Caramujo

23 / 28

Tiago Caramujo

24 / 28

Tiago Caramujo

25 / 28

Tiago Caramujo

26 / 28

Tiago Caramujo

27 / 28

Tiago Caramujo

28 / 28

Tiago Caramujo

No dia 19 de julho, o festival Super Bock Super Rock conta com um momento muito especial. Vários músicos sobem ao palco Super Bock para um tributo a Zé Pedro, o guitarrista dos Xutos & Pontapés que morreu a 30 de novembro do ano passado.

“O Zé Pedro esteve oito vezes como artista no festival: com os Xutos, com os Ladrões do Tempo, com o Palmas Gang, como DJ… ele próprio fez lá um tributo a Lou Reed com os amigos. Ele fazia parte do festival, de maneira que fazia todo o sentido recordá-lo e homenageá-lo agora”, explica Luís Montez, diretor geral da promotora Música no Coração. Apesar de ainda não revelar nada sobre o alinhamento deste espetáculo, adianta que “vamos ter vídeos e fotografias incríveis na projeção que estão escolhidos a dedo para determinadas canções. Para quem foi tocado pelo Zé Pedro vai ser um espetáculo muito emocionante.

Os músicos convidados, que mostraram “uma grande vontade de participar, logo desde o início”, serão acompanhados por uma banda composta pelos “sobrinhos” de Zé Pedro, os filhos dos membros da banda Xutos & Pontapés, que integrava à data do seu falecimento. Entre eles, está Fred Ferreira, filho de Kalú, e que tem conquistado ume enorme reputação no panorama musical, em Portugal e internacionalmente. A seu cargo tem os arranjos das canções a serem tocadas neste dia, mas garante que a responsabilidade e o mérito são partilhados por toda a equipa. “O rock também é o improviso e o momento em que as coisas acontecem. Não vai ser um espetáculo improvisado, mas as coisas fluem naturalmente até chegarem ao que nós vamos querer. Estamos a maturar a ideia e a sentir isto tudo, até chegar ao ponto que queremos”. Fred foi o primeiro dos “filhos da banda” a nascer e, por isso, a sua história cruza-se com as músicas dos Xutos: “desde bebé que andei com eles para todo o lado, por isso todas as músicas deles têm uma ligação comigo de alguma forma em algum ponto da minha vida”. Recorda ainda que “eles sempre me incentivaram para tocar, ajudaram-me, disseram-me as coisas chave” e que “nos momentos importantes da minha vida, eles estiverem lá todos, todos, todos”, por isso, diz que nunca iria recusar este convite e “nem precisavam de me dizer mais nada, seja o que for para fazer para eles ou qualquer um deles, eu estou sempre disponível”.

Outro nome indispensável nesta homenagem é Tim, amigo e colega de Zé Pedro nos Xutos & Pontapés e que leva também os filhos, Sebastião Santos e Vicente Santos, para a banda que vai acompanhar esta homenagem. Para Tim, “há muitas coisas para fazer” no sentido de homenagear e agradecer o contributo de Zé Pedro na música em Portugal e esta é uma delas. Recebeu o convite para participar neste tributo com “muita emoção, com muita alegria e com muita vontade de participar”. Tim tem expetativas elevadas para este dia e garante que todos os que vão assistir a este concerto “podem esperar emoção e muito boa música rock”.

“Who The F*ck is Zé Pedro?” é o nome dado ao tributo, que recebe este nome por conta de uma t-shirt que Zé Pedro adorava, com a qual chegou a fazer uma produção e que é agora utilizada na imagem de promoção do evento. “Who The F*ck is Mick Jagger”, lê-se na versão original, que recordava o músico venerado por Zé Pedro. Agora, a versão do guitarrista português é o mote para um nova t-shirt, que assinala este tributo e contribui para uma causa solidária. A camisola exclusiva estará à venda no festival e, por cada unidade vendida, 10 euros reverterão a favor da Associação Encontrar+se, da qual Zé Pedro era padrinho.

Veja abaixo o cartaz completo deste espetáculo: