Habitualmente a mulher é mais sensível e menos oleosa que a do homem e embora cada mulher tenha um tipo de pele particular, o essencial é conhecer bem o seu tipo de pele para que caso sofra de uma patologia específica, saiba cuidar dela da forma mais adequada.

VITILIGO
É uma doença crónica que se caracteriza pelo aparecimento de áreas de despigmentação em várias partes do corpo
Não se conhecem as causas, mas existe uma predisposição genética complexa
Por vezes, o vitiligo está associado a doenças autoimunes (como a tiroidite, artrite reumatoide ou diabetes),
Pode ser desencadeado por vários fatores internos e externos como o stresse emocional
A fotoproteção das áreas despigmentadas é obrigatória durante todo o ano

ACNE
Trata-se de uma doença associada a fatores hormonais, genéticos, entre outros, que conduzem a fenómenos inflamatórios e manifesta-se especialmente na face mas também pode surgir no pescoço e tronco, na adolescência e também na idade adulta.
A incidência é igual em ambos os sexos podendo ter um curso mais prolongado no sexo feminino
Inicia-se por aumento da produção do sebo, mediada por hormonas sexuais (androgénios) a que se junta a descamação do folículo pilossebáceo.
O stresse leva a um aumento da produção de hormonas suprarrenais que vão aumentar a produção de sebo
Consoante a sua severidade, pode-se tratar com medicamentos tópicos ou sistémicos ou em associação entre os dois


ROSÁCEA
É uma doença inflamatória da pele, crónica, sem cura e que afeta predominantemente os adultos.
Provoca vermelhidão no rosto e pode produzir pequenas pústulas, semelhantes à acne.
É considerada uma doença crónica da pele, incurável e se caracteriza por alternância entre períodos de melhora e agravamento.
Caracteristicamente acomete a região central da face, causando vermelhidão nas áreas da testa, bochechas e nariz.
Uma combinação de tratamentos com remédios e mudanças de estilo de vida são necessários para o controle da doença


DICA: MAQUILHAGEM PARA PELE ROSÁCEA
A pele com rosácea não sofre nenhum agravamento se usar maquilhagem e não existem contra indicações na maquilhagem
Consoante a intensidade do problema a pele pode estar mais ou menos sensível e por isso não se devem usar produtos químicos
Para fazer desaparecer a cor da rosácea, uma base não é suficiente e por isso use um primer para anular o rosa ou vermelho da pele.
Enquanto uma base vai camuflar a rosácea, o primer vai anular a cor.
O produto menos aconselhável é o blush em tom de rosa e deve evitar-se maquilhar a zona das maçãs do rosto.
A cor ideal para peles com rosácea é o castanho ou derivados.

DICA: MAQUILHAGEM PARA MARCAS DE ACNE
No caso da acne é preciso ter a certeza que a base é não-acnegénico (Não ter óleo, nem ingredientes que provoquem acne)
A camuflagem da acne pode ser feito com um primer
Tape primeiro as marcas ou zonas vermelhas com um corretor mais espesso e depois coloque a base em quantidade normal.

DICA: MAQUILHAGEM PARA PELE VITILIGO
Nas peles com vitiligo existem dois tons - o da pele e as partes que estão descoloradas
Não existe nenhum cuidado específico com os produtos, além da cobertura da base que precisa ser média a alta.
A ideia é que o tom da pele fique todo igual e para isso as zonas "brancas" (sem pigmentação) do rosto precisam ficar iguais ao tom da pele.
No caso do vitiligo não existem fatores internos como a oleosidade, ou secura que pode alterar a maquilhagem.